Manual de oficina da miniescavadeira Case CX20B, CX22B, CX27B - Case manuais
Manual de oficina da miniescavadeira Case CX20B, CX22B, CX27B - Case manuais
Manual de oficina da miniescavadeira Case CX20B, CX22B, CX27B - Case manuais
Manual de oficina da miniescavadeira Case CX20B, CX22B, CX27B - Case manuais

Manual de oficina da miniescavadeira Case CX20B, CX22B, CX27B

CASE-9-91841
40,90 $
Sem IVA

Formato: PDF

Páginas: 766

Tamanho do arquivo: 32,27 MB

O documento PDF está disponível para download instantâneo após a compra, a qualquer momento. Pode ser baixado e visualizado em qualquer dispositivo. Baixe o arquivo PDF de visualização gratuita usando o link na guia de anexos

SATISFACTION GUARANTEE
SHOP WITH CONFIDENCE
SECURE PAYMENT
INSTANT DOWNLOAD
 

Todos os manuais neste site estão disponíveis para download imediato após a compra. Se você não tem certeza se precisa deste documento, você pode baixar um arquivo pdf de visualização gratuita do documento original, olhando para que você possa entender se é adequado para você ou não. Este arquivo de visualização incluirá a parte inicial do documento principal, cerca de 5% das páginas. Via de regra, isso será suficiente para conhecer o conteúdo do documento e visualizar os nomes das seções. Você pode encontrar o link para download na seção Anexos.

Os manuais vêm em um formato PDF conveniente. Cada documento passou no teste de integridade de nossos especialistas e é otimizado para visualização em qualquer dispositivo. Você pode facilmente abrir arquivos PDF em um computador, Mac ou PC, qualquer tablet e smartphone.

Todos os manuais adquiridos são armazenados em sua conta, você sempre pode encontrá-los lá e fazer o download novamente sem nenhum custo extra. Sua conta está aberta para você 24 horas por dia, 7 dias por semana. Este guia estará sempre com você em seu gadget, ele nunca vai quebrar ou ficar sujo, você não pode perdê-lo.

Houve casos de downloads incompletos de arquivos muito grandes (mais de 150 MB). Nesse caso, forneceremos um link de download alternativo. Em caso de dificuldades durante o download ou outros problemas sem hesitação, entre em contato conosco através do formulário de feedback. Teremos o maior prazer em ajudá-lo.

Todos os principais cartões de crédito / débito e PayPal são aceitos. Sem impostos e taxas adicionais adicionadas. Garantimos a sua satisfação!

Tudo pode ser consertado!

Tipo de documento
Manual da loja
Língua
inglês
Tipo de maquinário
mini escavadeira

Em 1842, o empresário Jerome Case fundou a JI Case em Rochester, Wisconsin. Um ano depois, a empresa mudou o local do registro para o município de Racine no mesmo estado, por se situar mais perto da água e das instalações nas quais era possível construir e consertar máquinas agrícolas, cuja produção decidiu atacar Jerome. No novo local, a empresa foi registrada com o nome Racine Threshing Machine Works. Em 1963, os sócios comerciais de Casey eram três fazendeiros: Massena Erskine, Robert Baker e Stefan Bull. Mais tarde, eles receberam o apelido de Big Four na produção agrícola, e o próprio Case foi mais tarde conhecido como o primeiro americano a usar uma máquina a vapor para a agricultura.

Em 1865, foi apresentado o símbolo da empresa - a águia, repetindo completamente o talismã do lendário regimento de Wisconsin da Guerra Civil dos Estados Unidos. Por sua vez, o primeiro sucesso de projeto da Kais foi a colheitadeira a vapor, criada em 1869. Posteriormente, essa máquina foi colocada no Museu Smithsonian em Washington, DC. Com suas colheitadeiras, Jerome Case teve o primeiro lugar em 1879 na exposição de Paris na França. Esses vários carros foram as primeiras máquinas da Case, que foram enviadas para o exterior. O primeiro dos milhares que mais tarde foram exportados internacionalmente em grandes quantidades.

Ao mesmo tempo, a Case também criou um trator a vapor baseado em um de seus motores. Em 1884, Jerome Case visitou uma das fazendas em Minnesota, onde sua técnica foi usada, ao ouvir rumores de que o carro não estava funcionando. Acabou sendo verdade. Indignado com o fato de que não seria capaz de levar o carro com ele e consertá-lo, no dia seguinte Jerome queimou-o e, quando voltou para Wisconsin, ordenou que o proprietário do trator destruído fosse entregue ao proprietário. Posteriormente, a fazenda recebeu o nome de Keyes, o que, aliás, não é nada surpreendente.

Em 1890, a Case expandiu sua produção, chegando à América do Sul - a fábrica foi inaugurada na Argentina. Um ano depois, Jerome Case morreu com 72 anos de idade. Naquela época, a Case era a empresa mais produtiva em toda a América do Norte: a Case Company produzia máquinas agrícolas com motores variando de 9 a 80 cavalos. Além disso, foi produzido um lote de tratores de 110 cavalos com cabine de dois níveis, como bem como nove tratores. Capacidade de 150 cavalos.

Utilizando a produção de motores a gasolina, a Case Company assumiu em 1895. Em 1899 a empresa saiu para o mercado russo, e em 1904 apresentou ao consumidor sua primeira colheitadeira totalmente feita de aço. No mesmo ano, foi produzido o primeiro trator com motor de combustão interna e, além disso, a empresa estava firmemente enraizada na Europa. Isso foi demonstrado pelos resultados do concurso, dentro do qual ficou claro que a técnica da Case Company é encontrada com mais frequência do que outros equipamentos nas terras aráveis do "velho mundo".

Naquela época, a gama de produtos da Case Company era muito diversificada: de colheitadeiras, tratores e motoniveladoras a carregadores de água, carrinhos, charruas e até carros simples. No entanto, a produção de automóveis civis Case Company envolveu-se em um período de tempo relativamente curto. Dos sucessos nessa indústria, vale destacar apenas o carro turístico de 7 lugares, lançado em 1920.

No início do século XX, ficou claro para todos que o futuro pertence aos motores a gasolina. A direção da Case Company convidou o piloto Joe Jaggersberg, que concordou em testar seu novo motor na corrida de Indianápolis 500 em 1911. E no ano seguinte a empresa começou a produzir óleo de motor. Também durante vários anos, a Case Company se dedicou à produção de tratores a querosene.

Curiosamente, as vendas europeias da empresa foram positivamente influenciadas pela eclosão da Primeira Guerra Mundial: quase todos os lavradores foram convocados para o front e os agricultores tiveram de sair para salvar a colheita.

Em 1919, ocorreu um evento que afetou o futuro da Case Company - uma empresa chamada John Deere Company entrou no mercado de harvesters. A resposta de seus concorrentes da International Harvester foi um novo curso para a aquisição da P&O Plowing Company de Canton, Illinois, e Chattanooga Plowin, de Chatanuga, Tennessee. Em seguida, Henry Ford, com sua empresa Fordson Tractor, interveio no mesmo ramo do mercado.

Foi assim que a "Guerra do Trator" começou em 1923, ocorrida entre a Ford Motor Company, a John Deere, a Case e a International Harvester. A Case passou então a fazer parte da International Harvester, transformando-se assim na Case-IHC. Mas mesmo após a fusão, a empresa controlava apenas 9% do mercado, enquanto 71% respondiam pela empresa Ford. No mesmo ano, a empresa Keisa comemorou o aniversário - foram produzidas 100 mil colheitadeiras na história da produção. E em 1928 a empresa esperava outra mudança de nome - desta vez a empresa ficou conhecida como JI Case Company.

Um ano antes, as fábricas haviam parado de produzir lendários tratores a vapor e a prioridade foi dada aos motores de combustão interna. Equipados com diferentes tipos de motores, os tratores também diferiam na cor. Os tratores a vapor foram pintados nas cores preto e verde, e gasolina - em cinza (mais tarde ficaram laranja, enquanto as escavadeiras foram pintadas com flores vermelhas e amarelas).

Em 1929, a empresa deu continuidade à sua política de expansão do mercado internacional na Austrália, México e Suécia. No mesmo ano, surge o primeiro trator sobre esteiras JI Case Company. Durante 1940, no estado de Nebraska, houve testes de um trator a diesel WD-40. Um pouco mais tarde, no mesmo ano, a empresa lançou os tratores do S e V.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a Case Company produziu projéteis de artilharia, peças de reposição para aviões B-26, bombas e tanques Sherman. Em 1941, a empresa inaugurou três novas fábricas nos Estados Unidos da América. Um ano depois, saiu a luz Modelo 123 SP. Além disso, 1942 foi marcante na história da empresa com o surgimento da primeira máquina de colheita de algodão, que também caiu no Museu Smithsonian.

Em 1947, o logotipo da empresa mudou - o nome "C" desapareceu do nome, e o logotipo em si agora era uma pessoa sentada no trator. Este emblema foi desenvolvido pelo famoso designer industrial Raymond Lowe.

Em 1958, outra fábrica estrangeira foi inaugurada em Doncaster, Grã-Bretanha. Durante os 31 anos seguintes, a empresa se globalizou significativamente. Muitas outras empresas conseguiram ingressar na Case em um período de tempo tão longo. Assim, em 1962, a empresa JI Case comprou a corporação American Tractor, que então liderava os Estados Unidos no volume de produção de escavadeiras e caminhões. Graças a esta fusão, em 1967 a Case Company pôde apresentar ao público a escavadeira de maior sucesso modelo 250C Construction King, que se tornou sinônimo deste tipo de equipamento nos Estados Unidos.

Em 1984, muitas unidades da International Harvester fundiram-se com a JI Case Company e começaram a produzir produtos sob a marca Case International (mais tarde Case IH). Até 1988, 94 produtos eram produzidos sob o nome CASE, e só então surgiu Magnum. Em 1996, a empresa adquiriu a fabricante australiana de tratores Steyr Tractor.

A Case Corporation se fundiu com a New Holland NV, tornando-se CNH, e desde novembro de 1999 - CNH Global. Devido à fusão, a CNH Global teve que vender fábricas em Doncaster, no Reino Unido, e em Winnipeg, no Canadá. Tal fusão deu um clima otimista e deu esperança à prosperidade da Case Corporation no mercado europeu, então em 2006 um plano de negócios foi criado para retornar a empresa ao status de "internacional". Para isso, o antigo logotipo da International Harvester foi devolvido e, além disso, havia diferenças significativas entre as duas marcas existentes dentro da corporação.

Sem opinião
Produto adicionado à lista de desejos